Investimentos financeiros, bitcoin, btc, investimentos em bitcoin

Conheça os principais tipos de investimentos financeiros e os riscos de cada um deles

10 de janeiro de 2018 Escrito por Bitcoin, Dicas, Investimentos 0 comentarios em “Conheça os principais tipos de investimentos financeiros e os riscos de cada um deles”
Conheça o Quantum!

Investir é o caminho mais eficaz para os indivíduos que desejam agregar patrimônio, ter estabilidade financeira e aumentar a qualidade de vida de sua família. Entretanto, existem inúmeros tipos de investimentos financeiros, cada um com suas próprias características, riscos e rentabilidade, que agradam aos diferentes perfis de investidores.

Contudo, ao se deparar com esse leque de possibilidades, a reação mais natural é a inseguranças. Afinal, você está lidando com questões relacionadas ao seu futuro financeiro e quer ter a certeza de que fez a melhor escolha, não é mesmo?

Mas pode ficar tranquilo: neste artigo, você encontrará as principais modalidades de investimentos financeiros e uma explicação detalhada de suas respectivas peculiaridades, riscos e ganhos.

Acompanhe!

Ações

O mercado de ações é amplamente popular em todo o mundo graças à possibilidade de enriquecimento rápido.

No entanto, trata-se de um investimento excepcionalmente sensível, pois da mesma forma que pode haver um grande salto no valor de uma ação, também pode ocorrer uma súbita queda, gerando grande prejuízo.

Por outro lado, vale ressaltar que existem ações mais estáveis e seguras dentro dessa modalidade.

No Brasil, a compra e venda de ações acontece de forma online na Bolsa de Valores de São Paulo, conhecida como BM&FBovespa.

Elas se dividem entre as ações ordinárias (ON), em que o acionista detém poder de voto nas assembleias deliberativas, e as preferenciais (PN), em que o titular não interfere nas decisões, porém possui preferência na partilha dos dividendos (remuneração dos acionistas).

Bitcoin

Moderno e inovador, o Bitcoin surgiu em 2009 pelo pseudônimo Satoshi Nakamoto. Basicamente, o investimento consiste na compra e venda de uma moeda completamente virtual. Cada unidade é criada através de um software que utiliza complexos cálculos matemáticos que tornam as negociações de difícil, senão impossível, rastreamento e falsificação por criminosos.

Com o rápido crescimento de sua popularidade, a cada momento mais estabelecimentos aceitam essa moeda como forma de pagamento. No Brasil, já existem caixas eletrônicos que permitem trocá-la por dinheiro físico.

Por não ser regulada por nenhum governo, seu valor altera unicamente pela oferta e demanda do mercado. Portanto, trata-se de um dos tipos de investimentos de risco mais elevado.

Porém, seu valor tem crescido aceleradamente todos os anos, se tornando o investimento mais lucrativo da atualidade.

CDB e RDB

O Recibo de Depósito Bancário (RDB) e o Certificado de Depósito Bancário (CDB) são títulos de baixo risco e renda fixa oferecidos pelas instituições bancárias. Basicamente, o investidor realiza um empréstimo à entidade que, ao fim do contrato, retorna a quantia acrescida de juros.

A diferença entre os títulos consiste na possibilidade de alienação: os CDBs podem ser negociados antes de seu vencimento, o que compromete seu rendimento. Já os RDBs não permitem nenhuma transferência ou negociação.

Compra e venda de imóveis

Investir em imóveis, sejam edificações ou terrenos, é um investimento sólido e seguro. Porém, requer vasto conhecimento sobre o mercado imobiliário, pois sua valorização está atrelada à metragem, área, localização, vizinhança, entre outros elementos.

Além disso, é necessário considerar as futuras mudanças das características do bem, como a depreciação da construção, e as mudanças que ocorrerem nas proximidades do imóvel. Por exemplo: se forem construídos centros comerciais ao seu redor, haverá uma valorização significativa.

É bastante comum a aquisição de imóveis com o intuito de alugá-lo. A rentabilidade será segura, fixa e isenta de imposto de renda, consistindo em uma escolha segura na diversificação da carteira de investimentos financeiros.

Debêntures

São títulos emitidos por empresas que podem ser adquiridos por investidores. Eles são corrigidos por uma taxa de juros e possuem data de vencimento de médio ou longo prazo.

Normalmente, a quantia é utilizada para financiar grandes projetos com elevados retornos financeiros. Por essa razão, o investimento é considerado de médio ou baixo risco.

É importante entender que, ao adquirir o título, você estará fazendo um empréstimo à companhia. Portanto, você não se tornará sócio da entidade, mas sim um credor.

Fundos de investimentos

Nessa modalidade, um conjunto de investidores compartilha recursos com o objetivo de diminuir riscos e maximizar seus lucros. O capital investido é gerido por um profissional especializado na área e com certificado emitido pela Comissão de Valores Mobiliários, a CVM.

Os rendimentos são divididos entre os investidores e podem ser tanto de renda variável quanto fixa. Tudo depende da política de gestão adotada.

Os ganhos são seguros, porém existe a necessidade de pagar as taxas de administração e taxas de resgate – se houver – ao administrador.

LCI e LCA

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos emitidos por instituições bancárias. De renda fixa, isentos de imposto de renda e de baixo risco, são mais rentáveis que cadernetas de poupanças.

Porém, esses títulos possuem baixo rendimento. Assim, é recomendável para aqueles que desejam plena segurança, mas também querem uma rentabilidade maior que a inflação.

Vale ressaltar que o Fundo Garantidor de Crédito garante a segurança do investimento até o limite de R$ 250.000,00. Dessa forma, se você investiu até essa quantia e o banco entrar em falência ou não puder retornar o capital, você não ficará sem receber a quantia devida.

Ouro

preço do ouro é bastante volátil e há inúmeros fatores que podem alterá-lo, como a inflação, deflação e até mesmo sua oferta e demanda. Tudo isso aumenta intensamente o risco de investimento, por isso é viável apenas para os investidores que já detêm conhecimento aprofundado no mercado.

Para adquiri-lo, é necessário acessar o domínio oficial da BM&FBovespa e procurar por uma corretora credenciada que trabalhe com essa modalidade de investimentos financeiros.

Títulos públicos

Consistem em títulos do governo federal e são emitidos pelo Tesouro Nacional. Similar às debêntures, você empresta capital ao governo e recebe o valor acrescido de juros. Porém, a quantia é utilizada para financiar atividades e projetos públicos.

Essa modalidade de investimento comporta duas espécies de remuneração: a prefixada, em que a rentabilidade está previamente determinada, e a pós-fixada, em que o valor do retorno dependerá do desempenho de um indexador econômico. A taxa Selic, IPCA, IGP-M são alguns exemplos.

O retorno financeiro é de médio prazo e são consideradas de baixíssimo risco. Mas você deve entender que existe uma taxa de custódia anual, que gira em torno 0,30% do título, e são tributados Imposto de Renda e IOF sobre os rendimentos.

Diante de tantos tipos de investimentos financeiros, é necessário analisar qual deles se encaixa no seu perfil e atende às suas necessidades. Eles trazem diferentes prazos, riscos, rentabilidades e formas de cálculo, e cabe a você decidir qual está mais de acordo com os seus objetivos e possibilidades.

Entretanto os investimentos inovadores se destacam e acabam se tornando os favoritos entre os investidores mais bem-sucedidos no mercado.

Se você quer se informar sobre um dos investimentos financeiros mais cobiçado da atualidade, confira nosso texto detalhado sobre como investir em Bitcoin!

Gostou desse post? Siga nossas redes sociais:
Conheça o Quantum!
Tags: , ,

Busca

Gostou? Segue aí!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Follow by Email
Google+
https://atlasproj.com/blog/tipos-investimentos-financeiros-e-os-riscos/">
logo_rodape

ENTRE EM CONTATO

Copyright 2017 Atlas Project. All rights reserved.