Arbitragem de bitcoin, ganhar dinheiro com bitcoin, investimento

Arbitragem de Bitcoin: O que é e como lucrar com isso

novembro 23rd, 2017 Posted by Atlas, Bitcoin 0 comments on “Arbitragem de Bitcoin: O que é e como lucrar com isso”

A arbitragem de Bitcoin é hoje uma das grandes oportunidades de negócio com a moeda digital. Mas você sabe exatamente o que é esse processo e como ele funciona?

No mercado financeiro tradicional, o processo de arbitragem consiste em procurar diferentes preços para um mesmo ativo e lucrar com essa diferença, por meio da compra onde ele está barato e venda onde está mais caro. Isso é feito há bastante tempo e de forma automatizada em ativos tradicionais como ações e commodities.

No mercado de Bitcoin, a arbitragem consiste no mesmo processo, porém usando a criptomoeda. Devido à vários fatores, como o fato de operarem com taxas, países, regulamentações, volumes de negociação, fusos horários e mercados diferentes, cada exchange de Bitcoin possui uma cotação diferente para a criptomoeda. Você pode, neste exato momento, conferir o preço de duas exchanges de Bitcoin aleatórias, sejam elas nacionais ou internacionais, e provavelmente o spread (diferença de preço) entre elas será maior que 1%.

Frequentemente, essa diferença de preços entre as corretoras é bastante significativa, muito maior que 1%, o que gera a oportunidade de arbitragem. Em síntese, aquele que conseguir comprar a moeda onde está mais barata e vender onde está mais cara obterá lucro no processo. Porém, na prática, o processo é muito mais complexo do que na teoria.

Vantagens e Desvantagens da Arbitragem de Bitcoin

A principal vantagem da Arbitragem é que, em essência, ela uma operação “neutra” em relação ao preço futuro do Bitcoin. Diferentemente de estratégias comuns de trade financeiro, nas quais traders realizam análises e compram ou vendem Bitcoin apostando na subida ou descida da moeda, a arbitragem não exige que a pessoa “adivinhe” o preço futuro do mercado. A execução da estratégia depende apenas da observação e operação encima de uma diferença real e já existente entre as corretoras.

Porém, o processo de arbitragem possui desvantagens, principalmente em termos de risco e tempo. Digamos que você veja a seguinte oportunidade de arbitragem: na Corretora A o Bitcoin está 25000 reais, e na corretora B está custando 25600. Para lucrar com isso, você precisará primeiro ter saldos em reais na corretora A, comprar o Bitcoin, sacar para a Exchange B, esperar a transação ser aprovada pela Rede e só então vender o Bitcoin onde está mais caro.

Agora, suponha que você não tivesse saldos na corretora A no momento certo. Só isso, já exigiria que você gastasse mais algumas horas com a aprovação de um depósito bancário para a Exchange, e até lá o spread provavelmente sumiria. Ou pior, até mesmo se inverteria. Afinal de contas, outras pessoas também estão constantemente monitorando o mercado em busca desse mesmo tipo de oportunidade. E, é claro, você precisa fazer tudo isso ao mesmo tempo em que calcula se as taxas das exchanges e o volume das ofertas de compra e venda compensam o risco da operação.

É claro que, com dedicação e estudo de estratégias de arbitragem, é possível realizar manualmente e consistentemente operações de arbitragem bem-sucedidas. Porém, existe um segundo problema, que é o tempo exigido para isso.

Poucas pessoas podem se dar ao luxo de passar o dia inteiro acompanhando as cotações do mercado e realizando cálculos para detectar boas oportunidades. Além disso, quando um spread significativo surgir, é necessário tempo para realizar todas as operações envolvidas de depósitos bancários, ordens de compra, saque e transferência de Bitcoin, aprovação do depósito e finalmente a venda com lucro.

Sem dúvida, é possível obter um bom lucro percentual no processo. Mas o custo de tempo pode ser até pior do que o risco. Além disso, a arbitragem frequentemente só vale a pena para operações com grande volume. Imagine que você separe um saldo de 2 mil reais para realizar arbitragem manualmente. Após alguns dias acompanhando o mercado, percebe um spread grande o suficiente para obter um lucro líquido seguro de 2% em uma única operação. Você teria gasto muitas horas da sua vida para ganhar incríveis… 40 reais.

Mas se a arbitragem manual é inviável para a maiores dos investidores – devido aos riscos operacionais e altos custos de tempo –, então qual é a solução para obter lucro com a constante diferença de preço entre as corretoras?

O Quantum e a Arbitragem Automatizada

Visando solucionar esse problema, a Atlas Project, fintech brasileira criada em 2016, desenvolveu o Quantum, um produto de arbitragem financeira automatizada com o Bitcoin.

Resumidamente, o sistema trabalha continuamente em exchanges de Bitcoin procurando discrepâncias de preço entre elas. Quando detecta uma diferença lucrativa nos preços da moeda digital, já considerando as taxas das corretoras, o volume das ofertas e uma margem de segurança criada pela própria empresa, o sistema realiza a arbitragem, enviando ordens para comprar o ativo onde é mais vantajoso e vender onde é mais caro. Quando é bem-sucedido nas operações, ele distribui o lucro aos investidores do sistema.

O lucro dessas operações é realizado diariamente, com o saldo sendo atualizado ao final do dia na conta dos clientes. O sistema opera através de diversas bolsas, que são Kraken Exchange, BitStamp, BitFinex e Okcoin. A plataforma também possui alta liquidez, portanto os investidores podem depositar e sacar saldos a qualquer momento. No caso de saques de valor mais elevado (acima de 0,3 BTC) a retirada ocorre no prazo D+1, ou seja, o dinheiro chega até o final do dia seguinte.

Em suma, se trata da clássica estratégia de arbitragem financeira, mas feita de forma automatizada, contínua e utilizando o bitcoin. Como o algoritmo cuida das operações, o investidor que quer aproveitar as oportunidades de arbitragem no mercado não precisa mais despender tempo com o acompanhamento constante de preços e a realização manual das operações.

O processo de investimento no Quantum é bastante simples. Primeiro, é realizado o cadastro no sistema. Após isso, o usuário acessa a aba de depósito, onde terá um endereço para enviar os Bitcoins, bastando enviar o valor desejado para o endereço e automaticamente iniciar a operação.

Atualmente, o investimento mínimo recomendado é de 0,025 BTC, e a Atlas também ajuda caso o cliente precise de ajuda para adquirir a criptomoeda. Você pode realizar o seu cadastro aqui. Em caso de qualquer dúvida, a Atlas coloca-se à disposição para responder por meio do email [email protected] ou pela página no Facebook.

Ledger Nano S, carteira hardware, carteira bitcoin, comprar bitcoins, wallet,

Ledger Nano S – Entenda o que é e como funciona

novembro 23rd, 2017 Posted by Carteiras, Tecnologia 0 comments on “Ledger Nano S – Entenda o que é e como funciona”

A Ledger emergiu rapidamente como uma das principais fornecedoras de carteiras de hardware para o mercado de moeda digital. Em 2016, a empresa lançou o Ledger Nano S, uma carteira de hardware que permite armazenar Bitcoin, Ethereum e outras moedas.

O Ledger Nano S possui características robustas de segurança, mas a sua fama é devido ao preço do dispositivo – o Nano S é a carteira de hardware com tela mais barata que existe. Você verá por que isso é importante em um momento.

O que é Ledger Nano S?

Se você está procurando uma carteira de hardware que armazena as principais moedas digitais do mundo, o Ledger Nano S oferece uma proposta de valor atrativo.

Ao contrário de seus predecessores, Nano e Ledger HW.1, o Nano S possui uma tela LED orgânica (OLED) embutida, que o coloca na mesma liga que os líderes TREZOR e KeepKey. A tela OLED permite verificar e confirmar cada transação com um único apertar de botão.

É importante ressaltar que o Nano S pode se conectar a qualquer computador via USB. Ao comprar o dispositivo, você recebe:

  • Dispositivo Ledger Nano S
  • Cabo USB
  • Cordão que permite que você use o dispositivo ao redor do pescoço
  • Um chaveiro
  • Argola para chaves
  • Folha de recuperação para escrever a seed

Uma “seed” é simplesmente uma série de palavras aleatórias que podem ajudá-lo a acessar e / ou recuperar sua conta no caso de perda de dispositivo.

Compatibilidade

  • Sistemas operacionais: Windows (7), Mac (10.8+), Linux ou sistema operacional Chrome. Requer Google Chrome ou Chromium.
  • Funciona com as seguintes carteiras em software: Ledger Wallet Bitcoin, Ledger Wallet Ethereum, Ledger Wallet Ripple, Copay, Electrum, Mycelium, MyEtherWallet, GreenBits e BitGo.

Quanto ela custa?

O Ledger Nano S está disponível no site do Ledger Wallet por US $58,00. Isso o torna a carteira de hardware mais acessível no mercado, especialmente quando você considera suas características.

Quais criptografia posso armazenar?

  • Bitcoin
  • Ethereum
  • Litecoin
  • Fido U2F
  • Dogecoin
  • ZCash
  • Dash
  • Stratis
  • Ripple
  • Hello
    Bitcoin Cash
  • Komodo
  • Ethereum Classic

Como faço para adicionar moedas à minha carteira?

Como outras carteiras de hardware, o Ledger Nano S não armazena nenhuma das suas moedas digitais no próprio dispositivo. Em vez disso, ele os rastreia na Blockchain. O Nano S armazena e protege os dados privados (senhas, PIN e chaves) necessários para acessar e gerenciar suas moedas digitais.

Em outras palavras, uma vez que você conecta o Nano S ao seu computador, o dispositivo fará tudo sozinho, assinando transações dentro de um ambiente seguro.

Como fazer ou receber pagamentos com o Ledger Nano S?

O processo de configuração do Ledger Nano S é bem direto. Seguindo estas etapas, você estará pronto para começar a enviar e receber pagamentos.

  • Conecte seu Ledger Nano S a um computador através do cabo USB.
  • Escolha um código PIN.
  • Faça backup da sua frase de recuperação.
  • Instale o Ledger Apps ou faça integração com a carteira de software escolhida.
  • Comece a enviar e receber pagamentos.

Quão seguro é o Ledger Nano S?

A carteira Nano S oferece recursos de segurança integrados para ajudá-lo a enviar e receber pagamentos com a maior segurança possível.

  • Armazenamento off-line. Todo o propósito das carteiras de hardware é armazenar suas moedas digitais offline e fora do alcance de hackers. O Ledger Nano S não é exceção.
  • Código PIN seguro. Escolher um código PIN seguro é uma das primeiras coisas que o Nano S solicitará. Este PIN de quatro dígitos é necessário para enviar pagamentos. Após inserir três PINs incorretos, o dispositivo apaga todas as informações registradas neles.
  • Backup e restauração. Mesmo que você perca sua carteira física, suas contas são copiadas em uma folha de recuperação que consiste em 24 palavras únicas que você cria.
  • Opções Avançadas de frase de segurança. O Ledger Nano S fornece opções avançadas de frase de segurança, que permitem adicionar um texto personalizado em sua fase de recuperação de 24 palavras. No entanto, este é um recurso realmente delicado, e o Ledger não recomenda que você o use a menos que você tenha certeza absoluta de que sabe que está fazendo.

Onde obter o Ledger Nano S

Como mencionamos anteriormente, o Nano S está disponível no site oficial da empresa e também na Amazon. Estas são as duas principais fontes de compra do produto.

Prós e Contras

  • Permite o armazenamento das principais moedas digitais do mundo.
  • Integra-se com uma infinidade de carteiras em software.
  • Uma tela OLED que permite verificação dupla de cada transação.
  • Uma das carteiras de hardware com base em OLED mais acessíveis do mercado.

Contras

  • Não tão respeitável como algumas das principais carteiras de hardware, como TREZOR (pelo menos ainda não).
electrum wallet carteira de bitcoin carteiras desktop

Electrum Wallet – Saiba o que é e como usar essa carteira de Bitcoin!

novembro 23rd, 2017 Posted by Bitcoin, Carteiras 0 comments on “Electrum Wallet – Saiba o que é e como usar essa carteira de Bitcoin!”

Uma carteira de Bitcoin permite usar a rede de pagamentos da Rede Bitcoin. Assim como uma conta de e-mail é necessário para receber e enviar e-mails, uma carteira Bitcoin é necessária para receber e enviar Bitcoins. A Electrum é uma carteira de Bitcoin, feita tanto para iniciantes quanto para usuários avançados. É uma carteira perfeitamente adequada para o uso diário do Bitcoin fazendo compras on-line ou transferindo fundos. Embora tenha uma interface simples, a Electrum é uma das carteiras mais seguras do mercado.

Aprenda a configurar Electrum!

Instalando e protegendo a Electrum

Primeiro passo

Baixe a versão mais recente do Electrum em electrum.org, instale e execute o programa. Agora você passará pelo processo de criação de carteira. Você terá que configurar algumas opções nesse momento. Caso seja iniciante, recomendamos selecionar as opções padrão de Conexão automática e Carteira padrão.

(para uma configuração mais avançada e com maior segurança, escolha Carteira com autenticação de dois fatores).

Segundo passo

O Electrum vai gerar sua seed de backup da carteira – uma sequência de 12 palavras, que lhe permite restaurar a carteira se algo inesperado acontecer ao dispositivo.

Você deve manter estas palavras de backup tão seguras quanto mantém a sua senha do banco. Além disso, recomendamos imprimir a sequência ou escrevê-la em algum papel e guardar em local seguro.

Terceiro Passo

O aplicativo vai pedir que você insira novamente as 12 palavras de segurança, garantindo assim que elas foram anotadas corretamente.

Quarto passo

Em seguida, você poderá escolher uma senha para criptografar sua carteira. Esta senha ajudará a proteger seus Bitcoins se alguém conseguir usar o seu computador ou acessar a sua carteira. No entanto, essa senha NÃO será necessária para restaurar a carteira a partir da seed de backup.

Quinto passo

Depois de escolher a senha, a janela principal da Electrum será aberta – Pronto, a configuração está feita.

Contudo, recomendamos que você vá para Ferramentas> Preferências> Aparência e mude a unidade base para BTC. Isso fará com que a Electrum exiba o montante da transação em Bitcoins, enquanto que a configuração padrão é mBTC (microBitcoins), que pode ser confuso para novos usuários.

Recebendo uma transação

Para receber Bitcoins, abra a guia “Receber”.

O “endereço de recepção” é o seu endereço Bitcoin. Ele é bem parecido com uma conta bancária. Assim, se você está comprando Bitcoins por transferência bancária, com cartão de crédito, ou simplesmente deseja receber Bitcoins de uma pessoa, você deve indicar este endereço para pagamento.

Ao receber um pagamento, o Electrum exibirá uma notificação. Embora o risco de gasto duplo de Bitcoin seja extremamente baixo, se você não conhece o remetente pessoalmente, permita que a rede Bitcoin confirme a transação pelo menos uma vez (6 confirmações é considerada a quantidade mais segura).

Ao contrário do seu número de conta bancária permanente, você receberá um novo endereço Bitcoin cada vez que quiser receber uma transação, isso aumenta o anonimato e melhora a segurança, porque é muito mais difícil para alguém rastrear as transações recebidas.

Pode parecer que isso torna sua vida mais difícil, no entanto, pode até facilitar. Você não precisa se preocupar com todos esses endereços diferentes. É possível usar os mesmos endereços para receber os mesmos pagamentos. Isso pode ser benéfico, por exemplo, quando você deseja ver quanto dinheiro no total foi recebido de uma pessoa específica por um longo período de tempo. Apesar do número de endereços diferentes que você usa, o saldo total sempre estará no canto inferior esquerdo do Electrum.

Jaxx Carteira Bitcoin moeda digital bitcoin wallet armazenar bitcoins guardar bitcoins investir bitcoin

Jaxx – Sabia o que é e como funciona essa carteira bitcoin!

novembro 23rd, 2017 Posted by Carteiras 0 comments on “Jaxx – Sabia o que é e como funciona essa carteira bitcoin!”

Apesar de ser uma carteira de Bitcoin recente, a Jaxx teve algumas publicidades negativas ultimamente. Mas além das manchetes, a carteira é uma plataforma ambiciosa que oferece acesso as maiores criptomoedas do mundo.

A Jaxx é uma carteira de criptografia relativamente nova com um objetivo principal: Simplificar a Blockchain para o público comum.

Para atingir esse objetivo, os desenvolvedores da carteira criaram uma bela plataforma que fornece acesso às principais criptomoedas do mundo. Eles fizeram isso com foco na experiência do usuário.

O resultado é uma plataforma fácil de usar projetada para funcionar e sincronizar em todos os seus dispositivos, móveis ou desktop.

A Jaxx possui muitos recursos interessantes:

  • Emparelhamento entre plataformas
  • Suporte multi-moeda
  • Integração do ShapeShift, um câmbio poderoso que suporta dezenas de criptomoedas.

A Jaxx é uma carteira multi-cadeia que oferece suporte para sete tipos diferentes de moedas digitais. Se você é novo no universo destas moedas, ficará feliz em saber que ela oferece acesso as maiores criptomoedas do mundo a partir do seu mercado de capitalização.

Isso significa que os ativos que você segura em sua carteira são altamente líquidos e com forte demanda.

Todos estes recursos são projetados com foco nos usuários mais novos. Seja no celular ou no desktop, a experiência com a plataforma será suave e intuitiva.

A Jaxx está disponível em 9 plataformas diferentes, incluindo:

  • Desktop Windows, Apple e Linux
  • Android e iOS em celulares e tablets
  • Extensões do Google Chrome e do Firefox

Ela também é projetada para funcionar e sincronizar em todos os seus dispositivos.

Quanto ela custa?

A Jaxx pode ser baixado gratuitamente. Como outras carteiras, ela aplica taxas de transação, que vão para as redes que executam a cryptomoeda que você está negociando.

Por exemplo, cada transação Ethereum padrão é cobrada uma taxa de .000441 ETH. Uma taxa semelhante também é aplicada ao Bitcoin e às outras criptomoedas.

A Jaxx não fica com essas tarifas. Elas vão direto para a rede. Isso significa que elas estão sujeitas a mudanças com base no estado da rede.

Se você está se perguntando como a carteira ganha dinheiro, ela tem lucros ao facilitar as transações na ShapeShift.

Quais moedas posso armazenar?

  • Bitcoin
  • Ethereum
  • Dash
  • Ethereum Classic
  • DAO
  • Litecoin
  • REP

Como faço para adicionar moeda à minha carteira?

Os usuários podem gerenciar seus tokens diretamente em suas carteiras via ShapeShift. Esse recurso permite fazer conversões entre bitcoin, Ethereum e DAO de forma rápida, além de que funcionará para qualquer moeda que os desenvolvedores integrem no futuro.

Além de aceitar várias criptomoedas diferentes, ela também permite que você mantenha moedas reais.

Como faço ou recebo pagamentos com a minha carteira?

Para receber pagamentos via Jaxx, o remetente precisa ter seu endereço de pagamento. Você também pode digitalizar o código QR.

Uma vez que o remetente tenha seu endereço, eles podem enviar os fundos para a sua carteira.

Para enviar pagamentos para outra pessoa via Jaxx, você precisa ter o endereço delas. Por exemplo, se você quiser enviar Bitcoin para alguém, você precisará do endereço Bitcoin da pessoa.

Se você estiver usando a plataforma em um dispositivo móvel, você pode digitalizar o código QR do remetente. O recurso de QR não está disponível no desktop, o que significa que o endereço deve ser inserido manualmente.

Depois de inserir o endereço, especifique o valor e a moeda que deseja enviar e clique em “Enviar”.

Quão seguro é o Jaxx Wallet?

A Jaxx oferece “acesso sem permissão” à sua criptografia. Não requer nenhuma informação ou verificação. Em outras palavras, não recolhe nenhuma informação sobre você durante a criação da carteira.

De acordo com a filosofia da Jaxx, todas as chaves de criptografia são criadas e realizadas em seu dispositivo local. Isso significa que você tem controle total da sua carteira. Claro, isso também significa que você está suscetível de ser pirateado.

Além disso, sua conta pode ser recuperada através de uma única seed principal, que é a sequência de palavras aleatórias e únicas que você recebe quando cria a sua carteira.

Onde posso obter a Jaxx Wallet?

  • A Jaxx pode ser baixada gratuitamente no site principal da empresa.
  • Ela também pode ser baixada do Google Play e do iTunes.

Prós e contras

Prós

  • Código aberto
  • Ideal para iniciantes
  • Ampla seleção de criptografia, incluindo a maior do mundo.
  • Altamente acessível, com compatibilidade móvel e desktop, além de integração perfeita em todas as plataformas.

Contras

  • Má reputação devido a preocupações de segurança recentes.
  • A falta de autenticação de 2 fatores.

Próximos passos

Começar com o Jaxx é extremamente fácil:

Como o site dela explica: “Sem embarque, sem informações, não é necessária nenhuma verificação. Nada”.

Basta baixar a carteira móvel e começar. Você encontrará uma interface elegante, atraente e fácil de usar.

Para saber mais sobre seus recursos, visite o site jaxx.io antes de baixar o aplicativo para Android ou iOS.

breadwallet carteira digital wallet bitcoin

Breadwallet – Saiba o que é e como usar essa carteira de Bitcoin!

novembro 13th, 2017 Posted by Bitcoin, Carteiras, Dicas 0 comments on “Breadwallet – Saiba o que é e como usar essa carteira de Bitcoin!”

Uma carteira de Bitcoin permite usar a rede de pagamentos da Rede Bitcoin. Assim como uma conta de e-mail é necessário para receber e enviar e-mails, uma carteira Bitcoin é necessária para enviar e receber Bitcoins. A Breadwallet é uma carteira Bitcoin móvel segura, intuitiva e simples para os dispositivos iOS. Ela permite que você armazene com segurança seus Bitcoins, além de enviar ou receber pagamentos através da internet ou pessoalmente. O aplicativo se conecta diretamente à rede Bitcoin, o que significa que não há servidores que podem ser hackeados ou estarem indisponíveis. Seus fundos estão sempre seguros, mesmo que seu telefone seja danificado ou roubado. Configurar a Breadwallet é rápido e fácil, basta seguir o guia abaixo.

Configurando a Breadwallet

Passo 1: Baixando o aplicativo no seu dispositivo iOS

Abra a App Store no seu dispositivo e procure por “Breadwallet“. Toque em “Obter” para iniciar o processo de download e instalação. Assim que o download terminar e o aplicativo estiver instalado, vá para a próxima etapa.

Passo 2: Criando uma nova carteira

Abra o aplicativo recém-instalado. Agora é preciso escolher uma nova carteira. Para criar uma nova carteira, precisamos gerar uma frase de recuperação. Uma frase de recuperação é uma frase de 12 a 15 palavras única para a sua Breadwallet. Se o telefone for danificado ou roubado, você precisará desta frase para recuperar seus fundos.

Nota: Antes de avançar para a próxima etapa, certifique-se que você tem um pedaço de papel e uma caneta por perto.

Clique em “Gerar Frase de Recuperação”

Passo 3: Anote sua frase de recuperação

Esta frase de 12 palavras é a única coisa que pode ajudá-lo a recuperar seus Bitcoins em caso de perda. Certifique-se de escrever ela em um pedaço de papel e armazená-la em um local seguro. Se você tiver muitos Bitcoins, é preciso armazenar este papel com segurança no depósito de um banco ou algum cofre. Depois de escrever a frase, clique no link “Lembrar mais tarde” na parte inferior direita.

Etapa 4: Configurando um PIN de 4 dígitos

Depois de escrever a frase de recuperação, o aplicativo solicitará que você configure um PIN de segurança de 4 dígitos. O PIN deverá ser usado sempre que você enviar Bitcoins, verificar o saldo da carteira ou revisar o histórico de transações. Verifique o PIN recém-definido para finalizar a configuração. Conheça algumas das opções disponíveis na carteira.

Entendendo a sua Nova Carteira

Depois de inserir seu PIN de 4 dígitos, será apresentada uma tela inicial. Nela, haverá as opções de enviar e receber a criptomoeda:

  • Enviar Bitcoin
    • Escanear Código QR
      • Ao selecionar esta opção, podemos digitalizar um código QR gerado por outra carteira ou gateway de pagamento que aceita o Bitcoin.
    • Enviar Bitcoin através de endereço na área de transferência
      • Escolher pagamento através de endereço da área de transferência usará automaticamente o endereço do Bitcoin Wallet que você copiou de outro local. Isso só funcionará se você copiou um endereço da carteira Bitcoin para a área de transferência (CTRL + C).
  • Receber Bitcoin
    • Código QR
      • O código QR pode ser usado como uma maneira rápida e fácil de receber um pagamento. Basta que a pessoa que efetuará o pagamento escaneie o código QR usando a carteira digital dela.
    • Endereço da carteira
      • Este endereço de carteira é um endereço exclusivo para sua Breadwallet. Compartilhe este endereço com pessoas das quais você quer receber um pagamento. Depois de aceitar um pagamento, este endereço não será mais válido e a Breadwallet gerará um novo.
      • Este endereço: Ao tocar em “Este endereço”, você receberá 4 opções para compartilhar seu endereço de carteira. Você pode compartilhar o endereço por mensagem (SMS, iMessage), por Email, copiando para a área de transferência para colar em algum lugar ou por solicitação de quantia.

Histórico de Transações da Breadwallet

O histórico de transações é uma coleção de todos os pagamentos em Bitcoin que sua Breadwallet enviou e recebeu.

Agora você já está pronto para começar a aceitar e mandar Bitcoins através da sua carteira. Lembre-se de manter sua frase de recuperação segura e sempre verificar o endereço para o qual você está enviando Bitcoins.

__

Caso queira investir seus bitcoins, também recomendamos que você conheça o Quantum, a plataforma da Atlas de investimentos automatizados em arbitragem de Bitcoin!

robos de investimento investimentos automatizados robo trader bitcoin

Robôs de Investimento: entenda o que são e como lucrar com eles!

novembro 13th, 2017 Posted by Bitcoin, Investimentos, Reportagens, Tecnologia 0 comments on “Robôs de Investimento: entenda o que são e como lucrar com eles!”

A tecnologia trouxe várias inovações disruptivas ao universo dos investimentos. Uma dessas rupturas são os robôs de investimento. Em linhas gerais, os robôs de investimento estão relacionados ao uso de algoritmos (sequências de ações lógicas) para executar uma operação se um determinado evento, assim como programado pelo desenvolvedor acontecer. Eles podem ser 100% automáticos ou não, deixando para o computador realizar apenas algumas ações especificas enquanto o investidor toma a decisão final.

As grandes companhias de investimentos já utilizam estes algoritmos há décadas anos. Entretanto, nos últimos dez anos, esta tecnologia está se tornando cada vez mais popular entre os investidores pessoas-físicas.

Podemos dividir o investimento automatizado, ou o investimento com robôs em três grandes categorias: o robô investidor ou robô trader, o robô indicador e o robô advisor.

 

O robô trader

É um robô (ou melhor dizendo, algoritmo) que, baseado em alguma estratégia definida pelo usuário, irá executar operações de compra ou venda de um modo 100% automatizado, sem intervenção humana. O contato com o humano acontece apenas durante o desenvolvimento e otimização do sistema.

O robô indicador

Indicadores técnicos são muito comuns no universo dos traders. Com eficácia questionável estes indicadores podem ser inseridos em robôs de investimento e, dado que algum evento especifico aconteceu, como um determinado nível de preços, ou um indicador – ou conjunto de indicadores – atingindo um determinado valor, o sistema envia alertas aos usuários, sem necessariamente enviar uma ordem de compra ou venda ao mercado.

O robô advisor

Este é muito comum nas corretoras de valores. Ele nada mais é do que um conjunto de regras que determina como é o seu perfil de investidor e faz recomendação de quais são os melhores ativos para se investir baseado neste perfil. Dentre os três tipos de robôs de investimento, é o mais simples e serve apenas para direcionar quais os investimentos que devem ser feitos.

 

Vamos entender um pouco mais sobre o robô trader?

Dado o que descrevemos acima, certamente o mais interessante dos três robôs é o robô trader. E para saber mais sobre ele, é preciso entender o que é realmente um algoritmo. Falamos um pouco no começo do artigo e vãos entender melhor agora.

Um algoritmo nada mais é do que uma sequência de ações feitas para atingir um objetivo específico. Todos os dias você executa um algoritmo, da hora que acorda ao momento que vai dormir. E quando você dorme, seu corpo também executa diversos algoritmos. Preparar um suco, se arrumar para ir para o trabalho pela manhã são apenas alguns exemplos. E aquele seu app preferido no smartphone? Um conjunto de algoritmos!

Para deixar ainda mais claro, temos aqui um exemplo:

Algoritmo para ligar para alguém de um celular.

1 – Pegar o celular e abrir o app de chamadas

2 – Eu sei o número da pessoa?

2.1 – Se sim, digite o número

2.2 – Se não, busque pelo número na agenda

3 – Pressione chamar

4 – A pessoa atendeu?

4.1 – Se sim, converse

4.2 – Se não:

4.3 – Era importante?

4.3.1 – Sim, esperar um pouco e ligar novamente em poucos minutos OU deixar uma mensagem

4.3.2 – Não, ligar amanhã

5 – Encerrar a chamada

6 – Guardar o celular

Simples, não?

Existem 3 características que definem o que é um algoritmo válido:

Clareza – Não pode haver ambiguidade. Os passos devem ser claros e diferentes entre si

Entradas e saídas bem definidas – Um algoritmo deve saber o que fazer com os dados que você fornece, não existe a necessidade de informações que não sejam úteis ao algoritmo (não preciso de ovo para fazer um arroz ao forno, ao menos que a receita seja “Arroz com ovo ao forno”). Além disso, ao final das tarefas, sua saída – aquilo que você queria que o algoritmo fizesse – deve ser aquela que você esperava

Fim – Um algoritmo deve ser finito. Não pode ser executado para sempre – ao menos que essa seja a saída da sua tarefa.

Ok, agora que você já tem bem claro o que é e como se constrói um algoritmo, vamos aplicar esse conhecimento ao universo dos robôs de investimento. Uma estratégia bastante popular entre investidores é o rompimento da primeira hora. Após o final da primeira hora de negociação do dia, o investidor espera para comprar se o preço superar a máxima da hora anterior ou vende se o preço cair abaixo da mínima da hora anterior. Em forma simples de algoritmo, essa estratégia fica assim:

  1. Espere o fechamento da primeira hora de negociação
  2. Marque os preços de máxima e mínima daquela hora
  3. Monitore o preço atual:
    1. Se o preço atual for maior que o máximo da hora anterior, compre
    2. Se o preço atual for menor que a mínima da hora anterior, venda
  4. Se estiver comprado ou vendido:
    1. Verifique o preço atual
    2. Se estiver em x% de lucro ou y% de prejuízo, feche a operação
  5. Se não, não faça nada e espere o próximo dia

 

Claro que o algoritmo acima pode ser otimizado em relação ao tempo, ao valor do lucro ou prejuízo ou até mesmo escrito em uma maneira mais eficiente para o computador. Entretanto o objetivo aqui é ser mostrar didaticamente um exemplo de robô trader.

Usando Robôs de Investimento com Bitcoins

Existem outras inúmeras estratégias que podem ser implementadas. Falando especificamente do mercado de Bitcoins uma bem interessante é a chamada arbitragem. Em linhas gerais é a prática de investir na diferença de preço entre dois ou mais mercados. Quando o preço de um mesmo ativo atinge uma combinação de desequilíbrio entre diferentes mercados, o robô que realiza a arbitragem tem como lucro a diferença entre os preços de mercado.

Nesse sentido, a Atlas, uma fintech de investimentos financeiros, desenvolveu o Quantum. O Quantum é um algoritmo que analisa, em tempo real, ofertas de compra e venda de Bitcoin em diversas bolsas de negociação da moeda ao redor do mundo. Quando detecta uma diferença lucrativa nos preços da moeda digital, o sistema envia ordens para comprar o ativo onde ele está mais barato e vender onde está mais caro. O lucro dessas operações é realizado diariamente, com o saldo sendo atualizado na conta dos nossos clientes.

Basicamente, o bitcoin é comprado em exchanges onde ele está mais barato e vendido onde está mais caro. O sistema opera através das bolsas Kraken, BitStamp, BitFinex e Okcoin. A Atlas é pioneira não apenas devido ao desenvolvimento de um sistema de arbitragem automatizada com Bitcoins, mas também por tornar o investimento em algoritmos acessível a qualquer investidor.

Confira mais informações sobre o Quantum aqui!

Blockchain, o que é blockchain, bitcoin, criptomoedas

Blockchain: Entenda o que é e como funciona essa tecnologia revolucionária!

novembro 11th, 2017 Posted by Bitcoin, Blockchain, Reportagens, Segurança, Tecnologia 0 comments on “Blockchain: Entenda o que é e como funciona essa tecnologia revolucionária!”

O mundo está, aos poucos, descobrindo o potencial da tecnologia por trás do bitcoin. A blockchain vem sendo cada vez mais demandada para inúmeros projetos, desde bancos e bolsas de valores até grandes corporações.

Mas qual o real valor dessa tecnologia?

Registros imutáveis, transações auditáveis

blockchain é a rede de blocos onde estão registradas todas as transações com o bitcoin. Do início do funcionamento da rede até os dias atuais, todas as transações são mantidas nos blocos da rede (daí vem o nome “blockchain” = cadeia de blocos).

Essa rede de blocos possui duas características principais: pode ser auditada por qualquer pessoa e é praticamente inviolável.

Embora nenhuma transação possua identificações diretas de quem participou dela (como nome, documentos ou e-mail), cada uma delas possui uma assinatura digital, também chamada hash. Essa assinatura é única de cada transação – é impossível haver duas transações com o mesmo hash. Através dela é possível verificar na blockchain quando a operação foi feita, com data e hora completas, de quanto foi a transferência e quais endereços participaram.

Qualquer pessoa pode verificar qualquer transação: basta acessar sites como Blockchain.info ou Blockcypher e digitar o número do hash. Caso ele esteja correto, a transação será verificada.

Além de registrar cada transação da rede, a rede também é extremamente segura. Já vimos no texto sobre mineração, os mineradores garantem a proteção da rede. Isso faz com que as transações confirmadas dentro do blockchain se tornem praticamente irreversíveis: não há possibilidade de realizar estorno de uma compra ou venda em bitcoin, tampouco gastar duas vezes a mesma moeda. Uma vez colocada no bloco, a transação permanece para sempre.

Blockchain para além do bitcoin

Bitcoin e blockchain costumam vir associadas uma com a outra. E, de fato, ambos são inseparáveis; não existe bitcoin sem blockchain, e vice-versa.

Mas o blockchain não tem como uso apenas a transferência de fundos. Embora seja revolucionário, o bitcoin é apenas um token para se usar o blockchain. E a rede tem muito mais utilidades do que transferências.

Imagine a blockchain como um gigantesco livro-razão, daqueles que são usados em cartórios para registros de documentos. Nestes livros, a possibilidade de registro é enorme: imóveis, veículos, marcas, músicas, praticamente tudo pode ser registrado lá. Agora imagine um livro-razão online, auditável por todos, mas extremamente seguro; que não é propriedade de ninguém, mas mesmo assim tem regras; à prova de fraudes, perdas, incêndios, confiscos, falsificações e inundações.

Eis a blockchain!

Ele, dessa forma, pode ser usado como uma forma segura de praticamente qualquer informação. E isso já está acontecendo: uma startup brasileira chamada OriginalMy utiliza a blockchain para realizar registros de determinadas informações, como marcas, obras de arte, músicas e assinatura digital de contratos – e os registros já possuem validade jurídica como prova de autenticidade.

Em Honduras também há um projeto de grande porte com o uso da blockchain. O país está estudando a tecnologia para fazer um registro de propriedades de forma segura e imutável. Isso traz implicações extraordinárias para países cujas leis de proteção à propriedade são frouxas e ineficazes: com um registro imutável, seguro e de fácil auditoria, fica impossível para um governo autoritário realizar confiscos de bens de forma indiscriminada, o que traz uma enorme proteção para a população mais pobre. Além disso, os custos de transação nesses registros são muito mais baixos do que nos cartórios tradicionais, o que novamente beneficia os mais pobres.

Conclusão

O bitcoin é revolucionário? Sem dúvidas. Mas os usos da rede do blockchain são ainda mais fascinantes e revolucionários do que a moeda. E é exatamente isso que levou o bitcoin a ser tão bem aceito nos últimos anos.

Muitos acusam o bitcoin de que a moeda não possui lastro ou segurança. Pois bem, pode-se dizer em resposta que um lastro muito bom é a Blockchain, a rede mais segura, complexa e com maior poder computacional do mundo, com potencial para revolucionar a forma como lidamos com a segurança de bens e ativos.

Carteira Bitcoin Mycelium

Mycelium Wallet – Saiba o que é e como usar essa carteira de Bitcoin!

outubro 5th, 2017 Posted by Bitcoin, Dicas 0 comments on “Mycelium Wallet – Saiba o que é e como usar essa carteira de Bitcoin!”

Uma carteira de Bitcoin permite usar a rede de pagamentos da Rede Bitcoin. Assim como uma conta de e-mail é necessário para receber e enviar e-mails, uma carteira Bitcoin é necessária para receber e enviar Bitcoins. A Mycelium Wallet é uma carteira de Bitcoin para iOS e Android, considerada fácil de instalar e recomendada para o uso de Bitcoins no dia a dia. É válido lembrar que, assim como a Mycelium é voltada para o uso constante da moeda, existem outras carteiras de Bitcoin com o propósito diferente de guardar a criptomoeda, mas sem usá-la constantemente. Além disso, também existem no mercado serviços de investimento com Bitcoins, como o Quantum.

Mycelium para iniciantes

Passo 1: Criação da carteira Mycelium

  • Baixe o aplicativo Mycelium Wallet e instale a partir do Google Play ou iTunes (iOS).
  • Abra o aplicativo e escolha “Nova carteira”.
  • Você poderá usar a sua carteira imediatamente. Mas é preciso garantir a segurança do aplicativo.

Passo 2: É necessário fazer backup da carteira Mycelium com as 12 palavras chamadas seed.

  • No canto superior direito, encontre os três quadrados (o menu) e selecione “Backup”.
  • 12 palavras serão exibidas individualmente. Escreva-as em um papel e guarde-o com segurança.

Você não poderá usar métodos de captura de tela, a não ser tirar fotos por um outro dispositivo. Não escreva essas palavras em um e-mail ou em qualquer outro lugar no seu computador. Qualquer pessoa que obtenha acesso às suas 12 palavras pode acessar sua carteira e todos os Bitcoins nela.

Para garantir que as palavras foram escritas corretamente, a Mycelium solicitará que elas sejam inseridas novamente, uma a uma.

Passo 3: o PIN

  • Use um código PIN para evitar que sua carteira seja usada por outras pessoas. Você precisará inserir o código PIN para cada transação.
  • No canto superior direito, vá para o menu e selecione “configurações”. Clique em “Definir código PIN”.
  • Escolha um código PIN e lembre-se dele. Sem o código, você não poderá usar o Bitcoin da carteira. Se você perder este número, a única maneira de acessar moedas é através das palavras de seed.

ATENÇÃO: se você perder sua senha ou perder seu dispositivo, você precisará do seu código PIN para usar Bitcoins. Dito isto, hackers qualificados podem decifrar códigos PIN sem muito esforço. Se isso acontecer não precisa ficar tão preocupado.

Se você perdeu seu código PIN mas guardou as 12 palavras, basta instalar o Mycelium em um dispositivo diferente. Quando o Mycelium for aberto pela primeira vez, ele dará a opção de recuperar uma carteira. Insira suas palavras de seed e transfira suas moedas para outro endereço.

Passo 4: Realizando Transações com a Mycelium

– Receber Bitcoins

Selecione “Receber” na guia do saldo para receber um pagamento. Se você escolher “Valor opcional” é possível solicitar um montante de sua escolha.

Envie ao remetente o seu endereço Bitcoin por:

  • Código QR.
  • Postando seu endereço com a opção “Compartilhar Endereço de Bitcoin ” ou copiando e colando em uma mensagem.

Aguarde os fundos quando eles forem enviados. Na guia “Transações” você pode ver a transação na Blockchain.

ATENÇÃO: Demora cerca de 10 minutos para receber uma confirmação. Você não poderá reenviar esses fundos até que 10 minutos tenham se passado depois do recebimento da primeira confirmação.

– Enviar Bitcoins

Clique em “Enviar” na guia “Saldo” para enviar um pagamento.

Use uma das seguintes opções:

  • A opção mais fácil e rápida: “Scan QR Code”.
  • Encontre e cole o endereço Bitcoin do destinatário que você copiou anteriormente para a sua “Área de transferência”.
  • Selecione “Entrada manual” e digite o endereço Bitcoin do destinatário.

Depois que o endereço foi digitado, digite o valor que deseja enviar ao destinatário, clicando no ícone “Inserir valor”.

Você pode selecionar o tipo de moeda no canto superior direito

ATENÇÃO: Se você estiver fazendo o pagamento on-line, o valor que está sendo enviando pode ser inserido automaticamente ao digitalizar o código QR do comerciante. Nesse caso, evite modificar o montante.

Selecione “OK” para voltar à tela de pagamento após o valor ter sido inserido.

Antes de clicar em “Enviar”, verifique se todos os detalhes estão corretos.

Para confirmar a transação, insira seu código PIN. Pronto, transação feita! Você encontrará detalhes na guia “Transações”.

__________________

Já investe em Bitcoin? Conheça o Quantum, uma plataforma para investimentos automatizados com a moeda. Acesse aqui!

Como poupar dinheiro economizar dinheiro investir em bitcoins comprar bitcoins investimento bitcoin

5 maneiras de poupar dinheiro para começar a investir em bitcoins

outubro 4th, 2017 Posted by Bitcoin, Dicas, Investimentos 0 comments on “5 maneiras de poupar dinheiro para começar a investir em bitcoins”

Que investir em bitcoins foi um dos principais investimentos de 2017 em termos de lucratividade, todo mundo já sabe. A moeda já subiu mais de 300% do início do ano até agora, e o rendimento fica ainda maior em plataformas de investimento com a moeda, como o Quantum.

Em razão dessa expressiva alta, muitos investidores (principalmente os iniciantes) mostraram receio em comprar a moeda, em parte por acharem que é necessário comprar um bitcoin inteiro para poder começar.

O fato é que, por incrível que pareça, o bitcoin é um dos investimentos mais acessíveis em termos de valores. Por causa da sua alta divisibilidade, é possível comprar frações pequenas de um bitcoin. Mesmo que ele esteja custando 10 mil reais, é possível começar com valores tão pequenos como 100 reais.

E conseguir 100 reais para esse investimento é algo que pode ser feito de maneiras muito simples. Seja economizando uma conta, trocando alguns ativos ou até mesmo via cartão de crédito, veja como conseguir esse dinheiro e entrar como investidor no mundo das criptomoedas.

1) Trocando seu banco por um banco digital

Quem usa serviços bancários sabe das taxas que são contadas em qualquer operação. DOCs e TEDs são os principais exemplos.

Uma alternativa para economizar com isso é trocar sua conta por uma conta digital. Ela não cobra nenhuma operação feita pela internet, o que traz uma enorme redução de custos e, consequentemente, mais economia. Neon, Inter e Next são exemplos de contas digitais.

2) Utilizando serviços de cashback

Serviços de cashback são formas de conseguir um desconto em compras. Com eles, ao invés do valor ser abatido da compra, ele é devolvido em dinheiro para o cliente.

Ou seja: em uma compra de 1000 reais com cashback de 10%, ao invés de pagar 900, o cliente paga os 1000 e recebe 100 reais de volta – e pode gastar como quiser.

Cashback é uma excelente opção para compras em sites que não costumam dar descontos ou para comprar produtos que já estão com desconto, conseguindo assim um benefício em dobro.

3) Comprando à vista para investir em bitcoins

O modo mais conhecido de economizar, comprar à vista, é uma forma de pagar menos por um produto ou serviço – e poder usar a diferença investir em bitcoins.

4) Cancelando a anuidade do seu cartão de crédito

Se você é daqueles que possui cartão de crédito que cobra uma alta anuidade, saiba que existem várias opções no mercado que não cobram esse serviço. Dependendo do cartão que você utiliza, a economia pode chegar a R$300,00 por ano. Dinheiro que, considerando a média de alta anual do bitcoin, tem a possibilidade de no longo prazo crescer consideravelmente se investido na moeda.

Nubank, Digio e Trigg são bons exemplos de opções de cartões sem anuidade.

5) Trocar a TV a cabo por streaming.

Atualmente, vemos cada vez menos pessoas utilizando serviços de TV a cabo, trocando por serviços de streaming, os quais tem conteúdos mais personalizados e por um preço mais acessível.

Digamos que uma pessoa pague R$150,00 em uma TV a cabo. Caso escolha trocar o valor pelo plano de duas telas da Netflix, por exemplo, passará a pagar R$27,90. Economia de mais de 100 reais – a qual pode ser usada para investir em bitcoins.

E aí, o que achou das dicas? Se tiver interesse em saber mais sobre o Bitcoin, você pode baixar o nosso ebook para iniciantes, que contêm informações gerais sobre o que é Bitcoin, como ele funciona e quais as suas vantagens.

A Atlas Project sabe que muitas pessoas têm dúvidas sobre como comprar bitcoins. Por isso, recomendamos a leitura do nosso artigo: Como comprar Bitcoins: confira como conseguir a moeda facilmente.

Para quem já investe em Bitcoin, a Atlas também desenvolveu o Quantum, uma plataforma para investimentos automatizados com Bitcoin. Para mais informações, acesse aqui!

Trump bitcoin blockchain governo dos EUA bitcoins tecnologia

Gestão Trump reafirma interesse em adotar a Tecnologia Blockchain

outubro 2nd, 2017 Posted by Blockchain, Notícias, Tecnologia 0 comments on “Gestão Trump reafirma interesse em adotar a Tecnologia Blockchain”

A administração do presidente dos EUA, Donald Trump, reafirmou seu compromisso com a futura adoção da tecnologia de Blockchain nas operações do governo, considerando esta tecnologia uma importante estratégia de política. A afirmação foi reiterada por dois funcionários de alto escalão da Casa Branca na conferência Data Transparency 2017 realizada no final de setembro.

Segundo observações feitas na conferência pela funcionária chefe da agência de administração e orçamento dos EUA, Margie Graves, o governo federal está explorando várias capacidades da inteligência artificial avançada e da Blockchain que poderiam beneficiar as operações do governo.

Graves afirmou que a Blockchain ou a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) podem ser usadas para reduzir o desperdício, gastos e incidência de fraude, bem como reforçar as defesas de segurança cibernética do país.

“Esses tipos de tecnologias são sempre algo que devemos explorar. Não quero que meus clientes sejam os últimos a saber ou sejam os últimos a poder aproveitar algumas destas facilidades”, disse Graves.

Enquanto isso, o diretor de iniciativas estratégicas da Casa Branca e o assistente do presidente, Chris Liddel, enfatizaram que o governo federal deveria começar a implementar os padrões de dados fundamentais para posicionar o país como um dos beneficiários do potencial da Blockchain e de outras tecnologias logo nos próximos anos, durante a administração Trump.

“Seja a Blockchain, a inteligência artificial ou talvez uma nova tecnologia que ainda não tenha sido prevista, dados padronizados ajudarão a garantir que o governo permaneça atualizado das últimas tendências da tecnologia”.

Projetos da Blockchain por agências do governo dos EUA

Várias agências governamentais dos EUA, incluindo o Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e a Administração de Serviços Gerais (GSA), já estão usando a Blockchain em algumas de suas operações

O CDC lançou um projeto piloto para o uso da tecnologia durante as operações de socorro em catástrofes, particularmente na vigilância de dados de saúde pública visando a prevenção da disseminação de doenças preventivas e crônicas.

O GSA, entretanto, está investindo em um programa para desenvolver um sistema baseado em Blockchain, que visa substituir o sistema de aquisição Fastlane para projetos de tecnologia da informação.

Aos poucos, cada vez mais empresas e governos percebem o potencial disruptivo da inovadora tecnologia que é a Blockchain.

______

Texto Traduzido de CoinTelegraph.

Gostaria de Entender melhor o que é Bitcoin e Blockchain? Baixe o nosso ebook para Iniciantes com a moeda!

Já investe em Bitcoin? Clique e conheça o Quantum, nossa plataforma de investimentos automatizados com a moeda.

Busca

Gostou? Segue aí!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Follow by Email
Google+
https://atlasproj.com/pagina-inicial/posts-home/">

Solicite contato de um assessor